Escola Cearense de Oncologia – ECO

Institucional

A Escola Cearense de Oncologia (ECO) nasceu com a missão de “gerar e difundir conhecimento técnico-científico em cancerologia”, contribuindo para uma melhor compreensão do câncer, em termos de prevenção, diagnóstico, tratamento e qualidade de vida do paciente. A necessidade crescente de oferecer treinamento, capacitação e qualificação profissional nas diversas áreas da cancerologia e de incentivar e expandir a pesquisa e produção científica do ICC, culminou com a criação da ECO e o credenciamento do ICC junto ao Ministério da Educação, mediante o Parecer CNE/CES 181/2005 de 9 de junho de 2005.

A ação precursora, do Instituto do Câncer do Ceará para a criação da ECO foi a implantação da Residência Médica em Oncologia em 2001 e, posteriormente, o credenciamento pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC) de novos Programas de Residência. Atualmente são ofertadas as seguintes especialidades: Cancerologia Cirúrgica, Cancerologia Clínica, Radiologia e Diagnóstico por Imagem, Mastologia, Radioterapia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço e Patologia constituindo-se no quinto maior programa de residência médica na área de cancerologia do País com 33 alunos.

Em seguida, a ECO ofereceu dois cursos de Pós-Graduação Lato Sensu: Especialização em Enfermagem Oncológica e Especialização em Psico-Oncologia. A partir de então, a Instituição passou a almejar o credenciamento e a oferta de Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu na área de Oncologia. Já em 25 de setembro de 2007, através do Ofício CAA/Minter/Dinter/ No 68-10/2007 da Capes-MEC, a ECO é oficialmente informada da aprovação do Programa de Mestrado e Doutorado Interinstitucional em Oncologia, a ser ofertado em Fortaleza-CE, em parceria o A. C.  Camargo Câncer Center. Os referidos programas começaram a suas atividades no início de 2008 e formaram 6 mestres e 6 doutores, atualmente a Instituição está no seu segundo DINTER, aprovado pela CAPES em 2013 e conta com 15 vagas de doutorado.

Em parceria com a Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE) coordenou o programa de Residência Multiprofissional em Cancerologia, com duração de dois anos e oferta de vagas em seis áreas: Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia e Serviço Social.

Em março de 2017 lançou o seu próprio programa de Residência Multiprofissional, aprovado pela Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde (CNRMS), e financiada pelo Ministério da Saúde, totalizando 24 vagas nas mesmas especialidades anteriores.

A ECO conta com uma estrutura organizacional composta por uma Superintendência, três divisões operacionais (Ensino, Pesquisa e Extensão), Comissão de Ética em Pesquisa – CEP, Comissão Própria de Avaliação, Núcleo de Apoio à Pesquisa, órgãos colegiados, Secretaria Acadêmica e Biblioteca.

Corpo Gestor:

Manfredo Luiz Lins e Silva
Superintendente da Escola Cearense de Oncologia – ECO

Dr. Marcos Venicio Alves Lima
Coordenador da Divisão de Ensino e Pesquisa

Ricardo Carvalho Juaçaba
Coordenador da Divisão de Extensão

Dr. João Paulo Holanda Soares
Coordenador da Residência Médica

Enfª. Natalia Assunção Leite Magalhães
Coordenadora da Comissão de Residência Multiprofissional

Dr. Marcelo Gurgel Carlos da Silva
Coordenador do Comitê de Ética em Pesquisa

Dr. José Fernando de Bastos Moura
Presidente da Sessão Clínica