Serviços Multiprofissionais

Serviços Multiprofissionais

É a união de saberes que constrói a grande cadeia de cuidados para a recuperação do paciente. Enfermeiros, fisioterapeutas, assistentes sociais, nutricionistas, fonoaudiólogos, farmacêuticos, psicólogos e terapeutas ocupacionais formam a bem-entrosada equipe multidisciplinar do ICC. Junto com os 150 especialistas da equipe médica, eles prestam um auxílio decisivo nas diversas etapas de enfrentamento e superação da doença.

O câncer causa alterações físicas, sociais, familiares e emocionais de grande impacto na vida de todos. Por causa do estigma historicamente construído e das possíveis complicações, o tratamento é um processo delicado, que requer da equipe de saúde a compreensão humanitária de seu papel. Não se trata apenas de combater uma doença, mas de valorizar a vida e de promover a saúde em seu sentido mais amplo. A equipe multidisciplinar do ICC foi preparada para assumir essa missão em cada uma das etapas do tratamento.

Os serviços

Enfermagem

Formada por mais de 300 profissionais, a equipe de enfermagem do Hospital Haroldo Juaçaba é um elo entre as diversas especialidades que compõem a linha de cuidado do HHJ. Com atuação interdisciplinar e integrada junto ao corpo clínico, a equipe está distribuída em vários setores e grupos de trabalho, como o ambulatório de acolhimento e pré-operatório, internação, centro-cirúrgico, UTI, oncologia clínica, radioterapia, home care, controle de infecção hospitalar, administração hospitalar e outras áreas.
Atendimento humanizado, competência técnica e o apoio psicoemocional são características marcantes desses profissionais que estão em permanente contato com pacientes e seus familiares, acolhendo, acompanhando e orientando desde o início do tratamento até os procedimentos de alta complexidade e os cuidados diferenciados para o sucesso da terapêutica do paciente.
A área exige conhecimento especializado, constante capacitação e o desenvolvimento de novas competências, a fim de proporcionar ao paciente todo o suporte necessário nos vários estágios que envolvem o tratamento do câncer. Seguindo este conceito, a enfermagem do HHJ atua em programas de educação continuada, humanização e acolhimento, comitês e comissões, como Equipe Multidisciplinar de Terapia Nutricional – EMTN, Comissão de Controle de Infecção Hospitalar – CCIH, Comissão de Prontuários, Comitê Transfusional, Comissão de Gerenciamento de Resíduos, Comissão de Óbito, Núcleo de Segurança do Paciente e Comitê de Comunicação Interna. Sempre com foco na valorização do ser humano em sua integralidade e respeitando princípios éticos com dedicação e compromisso.
No campo do ensino, a Escola Cearense de Oncologia já ofertou seis turmas de Especialização em Enfermagem Oncológica, demonstrando a constante preocupação do Instituto em formar mão de obra qualificada.

Ambulatório Pré-operatório de Enfermagem

Um dos principais programas desenvolvidos pela equipe de enfermagem é o Ambulatório Pré-operatório, que vem dando celeridade à linha de cuidado do ICC, proporcionando mais agilidade para o início do tratamento, reduzindo inclusive, o tempo de espera para cirurgias, bem como entre a consulta e a intervenção cirúrgica no HHJ. Auxiliando também a esclarecer, de maneira simples e humanizada, as dúvidas sobre a doença, procedimento cirúrgico e tratamento que será adotado.
No ambulatório o paciente é acolhido por enfermeiras, que verificam todos os exames solicitados pelo médico e dão seguimento para realização dos mesmos. Nesse momento também são feitos os encaminhamentos à psicologia, nutrição e serviço social.

Nutrição

O serviço de Nutrição do ICC tem a função de garantir uma alimentação equilibrada e o aporte de nutrientes necessários ao bom estado nutricional dos pacientes, desde o Ambulatório Pré-operatório até pós- cirúrgico. A nutrição tem um papel fundamental na evolução clínica e a recuperação do paciente, podendo reduzir complicações e o tempo de internação.

No Hospital Haroldo Juaçaba, a terapia nutricional tem o objetivo de estabelecer um plano de assistência nutricional para cada paciente. Trata-se de um planejamento individualizado da terapia oral e enteral, tendo em vista a consistência da dieta, a quantidade de macro e micronutrientes que devem constar nas refeições, o uso de suplementos, o acompanhamento no ambulatório pré-operatório, intercorrências, as visitas de retorno e a reavaliação nutricional.

O ICC trabalha com o plano de assistência nutricional individualizado, tanto para pacientes internados quanto ambulatoriais. Em novembro de 2015, foi introduzido o Ambulatório Pré-operatório de Nutrição, responsável pela avaliação e evolução pré-operatória. O objetivo é traçar um planejamento nutricional específico, com acompanhamento a cada 7, 10, 15 ou 30 dias, até que o paciente esteja dentro dos parâmetros nutricionais adequados para ser submetido a um processo cirúrgico.

A avaliação nutricional pré-operatória é obrigatória para os casos de cirurgia de abdômen, da cabeça e do pescoço, que abrangem neoplasias específicas de esôfago e estômago, por exemplo. Avaliando cada caso, o nutricionista institui a suplementação nutricional, ou mesmo a terapia nutricional enteral, de modo que o paciente chegue à cirurgia sem carência nutricional.

Com o Ambulatório Pré-operatório de Nutrição, foi possível detectar, já na admissão, os pacientes desnutridos, e os benefícios puderam ser vistos na prática: os pacientes tiveram menos complicações pós-cirúrgicas, houve melhora no tempo de internação e redução do período de permanência na UTI, assim como desfechos clínicos favoráveis, com menor incidência de nutrição parenteral, hemodiálise e antibióticos terapêuticos.

Desde que foi implantado, o plano de assistência nutricional individualizado teve fôlego para acumular avanços, como a redução no uso de antibióticos, a diminuição do tempo de internação e um número menor de intervenções cirúrgicas. Entre as melhorias, podemos incluir: melhor tolerância da nutrição enteral (melhora do indicador calorias prescritas x infundidas, tempo de atingimento de meta calórica), melhor desfecho favorável do estado nutricional, diminuição do desperdício de nutrição enteral, assistência diária do nutricionista clínico, diminuição do percentual de diarreia e resíduo gástrico, maior segurança físicamicrobiológica da terapia nutricional.

A equipe de conta com sete profissionais de saúde (um gerente de Nutrição, três nutricionistas e três residentes) e segue as diretrizes do Consenso Nacional de Nutrição Oncológica, do Instituto Nacional de Câncer (INCA).

Fisioterapia

Essencial em uma multidisciplinar que atua no tratamento integral do câncer, o serviço de Fisioterapia do hospital Haroldo Juaçaba – HHJ possui uma equipe de profissionais especializada na prevenção e redução de complicações respiratórias, circulatórias, musculoesqueléticas, neurológicas, uroginecológicas, dor oncológica e sequelas do tratamento (quimioterapia e radioterapia).

Com atuação interdisciplinar, a equipe realiza diariamente assistência aos pacientes internados nas enfermarias e na UTI, tanto no pós-operatório quanto no tratamento clínico, além de atendimentos ambulatoriais e atividades de prevenção, qualidade de vida e educação em saúde. As intervenções podem começar ainda no pré-operatório, a fim de que o paciente possa se preparar melhor para o procedimento cirúrgico, reduzindo as chances de complicações enquanto estiver internado. toda essa assistência visa à diminuição dos efeitos colaterais e das complicações que podem surgir após a cirurgia, quimioterapia ou radioterapia.

A equipe participa de visitas multidisciplinares nos leitos junto com a equipe médica, enfermagem, nutrição e farmácia, para definição do plano terapêutico de cada paciente. Acompanhando casos relacionados à tumores de cabeça e pescoço, mama, próstata, abdominais e torácicos, tecido ósteo-conectivo, pele, hematológicos e uroginecológicos.

O processo de reabilitação tem continuidade após a alta hospitalar, quando os pacientes são encaminhados ao ambulatório de fisioterapia, onde recebem atendimento individualizado e orientações para cuidados domiciliar. O ambulatório dispõe de tratamento para distúrbios uroginecológicos como incontinência urinária, distúrbios circulatórios como o linfedema, sequelas neurológicas, dor, afecções músculo-esqueléticas entre outros.

O serviço de Fisioterapia do HHJ é referência na reabilitação de pacientes submetidos às cirurgias de mama com esvaziamento da axila (linfadenectomia axilar), atuando na prevenção e no tratamento de complicações como restrição do movimento do braço e os inchaços (edema/ linfedema).

Intervenções da Fisioterapia

– Nas limitações da mobilidade articular
– Na dor
– No linfedema
– Na fadiga, na atrofia muscular, no descondicionamento global durante e após o internamento
– Na incontinência esfincteriana
– Nas amputações
– Nas alterações respiratórias
– No gerenciamento e monitorizarão ventilatória
– No transporte de pacientes graves

Psicologia

O serviço de Psicologia do Hospital Haroldo Juaçaba é especializado no atendimento ao paciente oncológico, atuando também junto aos familiares e pessoas que necessitem deste tipo de acompanhamento. Pioneiro no Ceará na abordagem da psico-oncologia, a equipe é formada por cinco psicólogas e quatro residentes.

Os psicólogos auxiliam o paciente a construir uma relação menos conflituosa com a doença e o tratamento oncológico.O atendimento é diferenciado e tem como objetivo encontrar a causa do quadro emocional. Os casos mais comuns são as chamadas reações de ajustamento, resultado do impacto da notícia do diagnóstico ou até mesmo do desconforto causado por cirurgias, tratamentos de quimioterapia e radioterapia.

No HHHJ o atendimento psicoterapêutico é realizado junto aos pacientes do SUS, de planos de saúde e particular.  O acompanhamento pode ser de forma individual ou em grupo, por demanda espontânea, busca ativa ou encaminhamento da equipe, atendendo pacientes clínicos e cirúrgicos internados nas enfermarias e/ou apartamentos, na UTI, na Unidade de Intercorrência de Câncer – UIC, nos Ambulatórios Corina Parente, na Quimioterapia, na Radioterapia, acompanhados no serviço de Cuidados Continuados e na Casa Vida. Aliado a esse suporte, os familiares de pacientes internados também recebem atendimento psicológico quando necessário.

Ao trabalhar os distúrbios emocionais geralmente apresentados pelo paciente e pelos familiares, como tristeza, ansiedade, pânico e depressão, a assistência psicoterapêutica aumenta as chances de adesão ao tratamento, com a consequente diminuição dos sintomas adversos associados ao câncer.

Cuidar de quem cuida também é uma premissa do serviço que tem uma atuação junto aos colaboradores do ICC. A ação faz parte do programa Vida Saudável e tem o objetivo de trabalhar questões psicológicas e emocionais que pode acometer o profissional da saúde, principalmente, dentro da cancerologia, objetivando diminuição, controle e resolução de questões que trazem sofrimento psíquico eque podem acarretar em sintomas psicossomáticos. Ademais, trabalha-se com conceitos de que o cuidador precisa está cuidado para uma eficiência pessoal e profissional.

Serviço Social

No ICC a equipe do Serviço Social atua há 27 anos com atividades que envolvem o acolhimento de pacientes e seus acompanhantes, desenvolvendo ações de esclarecimento e orientação sobre direitos, benefícios previdenciários e sociais, óbito e/ou ao auxílio funeral; solicitação de  ambulância e transferência hospitalar para município de origem; visita domiciliar aos pacientes assistidos pelo Programa de Atendimento Domiciliar – PAD; orientação de Tratamento Fora de Domicílio ( TFD), dentre outros.

O Serviço Social intervém junto às expressões da questão social, atuando na compreensão do contexto social ao qual o paciente está inserido, buscando apreender os condicionantes e determinantes de sua saúde. Nesse sentido, busca garantir um tratamento adequado através da intersetorialidade entre as políticas públicas, dentre elas: assistência social, saúde e previdência social. As assistentes sociais realizam atendimentos aos pacientes que se encontram internados, ou na realização de quaisquer procedimentos da terapêutica oncológica, além daqueles acolhidos na casa de apoio do ICC – Casa Vida.

As ações desenvolvidas pelos assistentes sociais do HHJ são realizadas em diversos setores, nelas são priorizados o acolhimento e escuta qualificada visando a construção do vínculo paciente/equipe/família, buscando o estabelecimento de estratégias que proporcionem a continuidade do tratamento e do cuidado.

No âmbito da atuação multidisciplinar, realiza abordagens coletivas junto aos familiares e pacientes em tratamento no Instituto abordando diversas temáticas relacionadas ao enfrentamento do tratamento e/ou problemáticas sociais que interferem na continuidade da terapêutica. Uma destas atuações é o desenvolvimento, junto com a área de responsabilidade social, das ações no Grupo de Apoio Bem Viver, que tem o objetivo de resgatar a auto-estima e qualidade de vida de pacientes em tratamento. No que concerne o ensino e a formação profissional em cancerologia, a equipe acompanha e orientam residentes e estagiários de Serviço Social na Instituição.

OUTRAS ATIVIDADES DO SERVIÇO SOCIAL

  • Encaminhamento para Casa de Apoio, dentre elas a Casa Vida;
  • Encaminhamento para a aquisição de prótese mamária, bolsa de colostomia, fraldas descartáveis, muletas e cadeira de rodas;
  • Orientação sobre rejeição familiar, maus-tratos e encaminhamento aos órgãos competentes;
  • Articulação para outras políticas intersetoriais mediante encaminhamento aos equipamentos: CRAS, CREAS, Promotoria e Defensoria da Saúde, Centro Pop, UAPS, dentre outros;
  • Orientação a pacientes com indicação de transplante de medula óssea ao TFD;
  • Grupos de acolhimento diversos.
Fonoaudiologia

O serviço de Fonoaudiologia do ICC contribui para a celeridade da recuperação, especialmente no caso de pacientes acometidos por câncer de cabeça e pescoço que apresentam dificuldades na fala, na voz e na deglutição (disfagia). Isso porque o tratamento contra o câncer – incluindo aí a cirurgia, a quimioterapia e a radioterapia – pode promover alterações na cavidade oral, na faringe, na laringe e no sistema nervoso.

O enfoque das sessões dirige-se, portanto, às sequelas dos tratamentos utilizados para o combate ao câncer, embora as intervenções da equipe de Fonoaudiologia possam ser iniciadas no pré-operatório, visando ao preparo para o procedimento cirúrgico. Todas as ações empreendidas visam favorecer o bem-estar físico e mental dos pacientes.

Um exemplo da responsabilidade dos fonoaudiólogos é o encaminhamento, feito pelos médicos, dos pacientes com disfagia após cirurgia para a retirada da sonda nasogástrica. Com o auxílio da Fonoaudiologia, o desmame é feito de forma gradativa, e esses pacientes voltam a se alimentar por via oral, dando um salto essencial na qualidade de vida pós-cirúrgica.

Farmácia

O serviço de Farmácia do Hospital Haroldo Juaçaba – HHJ está presente em várias áreas de atuação oferecendo suporte as atividades ligadas à clínica, produção e pesquisa desempenhando um papel diferenciado na linha de cuidado oferecida ao paciente oncológico.

A Farmácia Clínica trabalha em conjunto com a equipe multidisciplinar desde o início do tratamento até a alta do paciente e tem por missão proporcionar segurança aos processos assistenciais de todo o ciclo do medicamento, juntamente com a análise técnica de prescrições médicas e de exames; o acompanhamento farmacoterapêutico individualizado e a reconciliação medicamentosa do paciente, analisando o seu histórico medicamentoso, considerando fatores como a relação entre as drogas, a influência de um fármaco sobre outro e a interação da alimentação com o tratamento. Além de prevenir eventuais reações adversas pelo historico farmacoterapêutico do paciente.

Ao ampliar a qualidade do cuidado e a segurança em relação à terapia medicamentosa, o farmacêutico pode, inclusive, reduzir o tempo de internação do paciente, que é acompanhado até receber alta e ser encaminhado ao Ambulatório.

No Laboratório de Análises Clínicas atua na liberação de exames, otimizando o recebimento dos resultados e acompanhando resultado com eficácia da terapia.

Na área de produção, acontece a unitarização da dose do medicamento. O farmacêutico realiza a manipulação das drogas, no caso da quimioterapia. Já na Farmácia Satélite são unitarizados os medicamentos para que seja viabilizada a dispensação correta, promovendo o uso racional de medicamentos.

Outra frente de atuação da equipe no HHJ é no campo da Pesquisa Clínica, para a descoberta de novos medicamentos ou de novas alternativas de tratamento, produtos investigacionais, novas vacinas. A equipe busca também o bem estar dos voluntários comprometidos no processo. Dentro das unidades de pesquisa, cabe ao farmacêutico cuidar de toda a parte logística dos produtos em teste, organizar os documentos e protocolos referentes às pesquisas em andamento, armazenar os produtos de forma adequada e dispensá-los de forma cronológica, para que não haja desperdício.