Radioiodoterapia

A Radioiodoterapia é uma modalidade terapêutica específica ao tratamento de algumas formas de tumores. Com o aumento na incidência do câncer de tireoide observado nas últimas estatísticas do Instituto Nacional do Câncer (INCA) e da Organização Mundial da Saúde (OMS), observamos um aumento na demanda dessa terapia.

Em geral, ela se aplica no pós-operatório e visa ao tratamento de focos não identificáveis da doença (doença residual microscópica), bem como na terapia adjuvante em casos de doença metastática. A terapia consiste na administração de uma dose de iodo radioativo calculada pelo médico que possui especialidade na área.

Hoje, parte dos pacientes é tratada em caráter ambulatorial, havendo um percentual de casos em que a internação é necessária para oferecer melhor assistência ao paciente. A estrutura envolvida no tratamento de Radioiodoterapia inclui a oferta de leitos específicos, em atendimento a normas reguladoras, e de profissionais com formação e vivência na área. No ICC, temos uma equipe de Física Médica referenciada que exerce um papel relevante e minucioso, na medida em que é responsável por criar as condições necessárias de área física e de acomodações em atendimento às normas reguladoras específicas, bem como por fazer o controle radiométrico, juntamente com a manipulação e o fracionamento das doses que serão administradas aos pacientes.