Educação Continuada em Oncologia – ECO

Vivendo uma nova fase

Na área da saúde, as instituições de ensino e aprimoramento profissional contribuem não apenas para o desenvolvimento humano, mas também para o crescimento regional e a cultura sustentável na sociedade contemporânea.

Mantido pela divisão de ensino do Instituto do Câncer do Ceará há 12 anos, a Educação Continuada em Oncologia, antiga Escola Cearense de Oncologia (ECO) é responsável pela formação de mestres, doutores e especialistas que já estão elevando o patamar de qualidade do sistema de saúde. Credenciada junto ao Ministério da Educação no dia 9 de junho de 2005, teve como sua primeira grande conquista a implantação da Residência Médica em Oncologia, quinto maior programa do gênero no país.

Produzir novos conhecimentos e adaptálos à realidade local, tornando os avanços acessíveis a todos, é uma das missões da Educação em Oncologia do Ceará, que retribui o investimento que recebe da comunidade desenvolvendo estudos, pesquisas e projetos condizentes com as reais necessidades da população cearense. Por isso, depois da Residência Médica vieram os cursos de pósgraduação lato sensu, em parceria com a Universidade Estadual do Ceará (UECE), e os programas de pós-graduação stricto sensu. Em 2007, uma parceria com o Hospital A. C. Camargo Cancer Center (SP) permitiu a criação da primeira turma do Programa de Mestrado e Doutorado Interinstitucional em Oncologia, aprovado pela CAPES/MEC.

Para completar as opções oferecidas aos que buscam aprimoramento e excelência na área oncológica, criou-se a Residência Multiprofissional em Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia e Serviço Social. Importante também lembrar que o Centro de Pesquisa Clínica é pioneiro no Nordeste desde 1997, com mais de 70 estudos finalizados.

Sempre na vanguarda brasileira, a área de Educação Continuada em Oncologia oferece iniciação científica a um número crescente de interessados, pois investir na área é valorizar os jovens talentos e acreditar no futuro. Não à toa, o Programa de Iniciação Científica do já formou nove turmas. Em 2018, A Faculdade Rodolfo Teófilo (FRT), novo braço do Instituto do Câncer do Ceará, vem reforçar os avanços científicos, técnicos e humanos obtidos com a disseminação do conhecimento acadêmico.